Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série LATAM I 6 de 6 I Definição de modelo de liderança

Olá estou aqui com a Liliane Cammarano, da LATAM Airlines Brasil, para falar sobre Desenvolvimento de líderes. Eu sou Wagner Cassimiro e esse é o Espresso3.

Liliane, especificamente em desenvolvimento de líderes, o que vocês estão promovendo?

A etapa que estamos, que está saindo do forno, é o nosso modelo de liderança. Partimos do nosso propósito, foi um processo de construção e o modelo de liderança nasceu da mesma maneira como em outros processos. Reunimos líderes de todas as áreas, de todos os níveis e perguntamos diante de todo este desafio que temos da LATAM e deste nosso propósito, “como devem ser os líderes?”.

Com todos estes workshops, consolidamos e fizemos um final e agora está saindo do forno, publicaremos nas próximas semanas o nosso modelo de liderança. Este nosso modelo tem: Quais são os desafios da liderança?; Quais são as competências?; Quais são as condutas que esperamos de um líder; e ainda em um nível mais tático, Quais são as práticas de liderança que esperamos que todos os líderes tenham?

Todos os líderes, ou por níveis?

As práticas são adaptadas por nível. É diferente um líder executivo de um líder operacional, estamos definindo práticas que terão adaptações, mas serão unificadas.

Com isto consideramos que também vamos conseguir dar mais elementos para a própria liderança e para os próprios colaboradores terem ajustado as suas expectativas. O que esperamos e como esperamos que isto se reflita no dia a dia.

Este é o status que estamos. Também temos tido bastante aderência, pois isso tem sido construído com os próprios líderes e acreditamos que quando você tem esta parte conceitual e a prática associada, também é mais tangível para você entender os avanços e poder medi-los.

Dado que terá a participação da alta liderança na condução de algumas ações, neste processo que vocês estão vivenciando de certa forma consolidar a cultura, perpetuar este jeito de pensar, o que eles [os líderes] trarão para que isto realmente aconteça?

Eles participam da construção, da execução e isso é muito interessante. Tanto da cultura que tivemos a nossa presidente conduzindo uma série de workshops sobre a cultura e temos também a questão do modelo de liderança da mesma maneira. A comunicação do modelo de liderança e o primeiro módulo de formação que já vem associado, também definimos que serão conduzidos por líderes. Nesta questão de multiplicadores internos, não contrataremos uma consultoria para fazer a formação, temos o líder como formador, como comunicador e isto é um processo bem importante e uma mensagem bem importante, quando estou escutando como tenho que ter como líder, de um próprio líder da empresa…

Seria um Walking the Talk do topo até a base?

Isso. E temos, de verdade, as pessoas super comprometidas. Não temos que falar “Por favor você poderia?”. Não, dizemos já quando vai ser e ainda, como são líderes, referências, tenho um movimento muito interessante que são os próprios líderes querendo fazer. Não precisamos ficar armando uma estrutura de recursos humanos. Recursos humanos está como parceiro estratégico, mas o líder como protagonista desta transformação mesmo.

Legal. Muito obrigado!

Obrigada você!

LATAM-6-011

Leia outros posts

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!