Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série Leroy Merlin |6 de 6| – Por que adotar a gamificação?

Olá! Estou aqui com Weber Niza, Diretor de Recursos Humanos da Leroy Merlin, para falar sobre gamificação. Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso 3.

Weber, como vocês utilizam  aqui na Leroy?

Bom, primeiro essa história da gamificação é uma coisa não tão nova no mundo da aprendizagem e do treinamento, mas é fato que poucas organizações utilizam, principalmente no que tange a gamificação digital. Ainda é uma solução que não é tão democrática em termos de valor de investimento.

Mas porque acreditamos na gamificação? Porque ela é mais rápida e mais divertida. Então, o processo de gamificar um treinamento ajuda a fazer a cola de uma maneira mais rápida e mais divertida no colaborador. O colaborador é envolto em uma metáfora, em uma mecânica de jogo, individual ou coletiva, que desperta um interesse maior do que se ele ficasse sentado em uma cadeira esperando o conteúdo chegar. Ele se vê como protagonista, ele se vê em uma disputa, ele se vê estimulado. Esse estímulo, a grosso modo, é metade do caminho para entrar um novo conhecimento, uma nova competência.

Se acreditamos muito no game, a grosso modo, simplificando e sintetizando essas duas coisas, é simples, é mais rápido e principalmente é mais divertido. Uma coisa que gostamos também de desmistificar é que usamos games digitais e também físicos. Jogos lúdicos são muito interessante. Ao invés de fazer um treinamento clássico de 8 horas colocamos um tabuleiro com uma metáfora, com um multiplicador interno, e em 2 ou 3 horas fazemos uma rodada de jogo, divertida, rápida, a hora passa muito mais rápido, e as pessoas captam muito mais. Então a gamificação do ponto de vista presencial físico offline e o jogo online.

Você poderia dar alguns exemplos?

Sim, temos offline alguns jogos de tabuleiro que foram co-construídos por nós e por parceiros, consultores especializados nisso. São jogos que duram de 2 a 4 horas, são jogados em turmas de até 10 colaboradores e que tratam de temáticas generalistas. Por exemplo, a nossa formação de base de segurança no trabalho é feita através do jogo. A nossa formação de base de desenvolvimento responsável é feita através do jogo.

E um outro exemplo que eu posso dar de jogo online é um jogo que nós estamos lançando, é bem recente isso, que é um jogo para ajudar a treinar 10 mil colaboradores nos novos sistemas de informação. Nós sabemos que toda a vez que mudamos um sistema de formação é bastante complicado, e normalmente os treinamentos de mudança de sistema de informação são bem sacais, porque muda a tela, não é mais a tecla um, é a tecla dois, a tela era verde e agora é vermelha. Normalmente são treinamentos muito clássicos, apostilados, ruins, onde as pessoas dormem. Depois do treinamento as pessoas pegam a apostila e põe na gaveta e quando vão usar o sistema não sabem usar o sistema.

Então quisemos sair desse movimento e trazer todo o treinamento das mudanças de sistema que nós estamos implementando através de um game online, em que as pessoas têm desafios individuais e coletivos, porque gostamos da história do social learning, da cooperação. Então, ele ganha medalhas, troféus durante o jogo, durante a disputa e acreditamos muito nisso. Nós acreditamos que cada vez mais o game off e on deverá ser utilizado como metodologia por ser mais divertido, por ser mais rápido.

Muito Obrigado!

 

Leia outros posts

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!