Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série Parker |4 de 6| – Crise de liderança ou crise de valores?

Olá, estou aqui com Marcelo Madarász, Diretor de Recursos Humanos da Parker, para conversar sobre crise de liderança ou crise de valores? Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso3.

Marcelo, o quanto os líderes se conhecem? Afinal eles estão buscando autoconhecimento?

Não dá para nós generalizarmos dizendo que eles não se conhecem.  O que é possível dizer é que há a possibilidade de o líder evoluir a partir do momento que ele reflete sobre o seu propósito. Quando falamos se é uma crise de liderança, ou uma crise de valores? Uma coisa está absolutamente alinhada a outra e nem sempre o líder tem clareza do seu propósito e como ele vai percorrer o caminho para atingir o propósito.

A frase é de Alice no país das Maravilhas: “você sabe para onde você quer ir? Se você não sabe para onde quer ir, nenhum caminho vai levar você aonde você quer chegar”.

Usando algo um pouco mais da filosofia: “quem tem um porquê enfrenta qualquer como”. A pergunta é: o líder já parou para refletir quais são os porquês dele? Qual é o propósito de vida dele? E, se este propósito pode ser vivido nesta organização?

O grande cuidado, além do líder precisar fazer essa reflexão, é a incoerência do propósito e aquilo que a organização tem. Se você tem um propósito ligado a algo da sustentabilidade, a algo da evolução humana, como é que você pode trabalhar em uma empresa que vai na contramão disto? Há de se ter uma coerência entre propósito e aquilo que a organização oferece.

Os líderes têm clareza no seu propósito?

Eu diria que em grande maioria não. Infelizmente, fica parecendo uma situação de cegos guiados por cegos. Então se a pessoa tem o desejo de melhorar como líder, talvez o primeiro passo seja ter a clareza de qual é o seu propósito.

E eu consigo viver isso nesta organização?

Exatamente. Porque se você não puder vivê-lo nesta organização, ou você faz um pacto, você repactua com você mesmo, ou você toma a decisão de não fazer mais parte desta organização, mas o que você não pode é viver este sofrimento da incoerência. Porque isto é a perda da integridade, é a ruptura do que você pode trazer e o que de fato você vive. É quase que uma situação de esquizofrenia.

Muito obrigado.

Leia outros posts

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!