Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série Regina Camargo |1 de 3| – Evolução do modelo Kirkpatrick

Olá! Estou aqui com Regina Camargo, uma especialista em avaliação de resultados em educação corporativa, e nós falaremos sobre a evolução do modelo Kirkpatrick. Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso3.

Regina, o modelo Kirkpatrick foi desenvolvido na década de 50. Ele continua atual?

Ele continua bastante atual porque quem criou o modelo foi Donald Kirkpatrick, e de lá para cá foi feito um trabalho bem forte pelo filho do Donald Kirkpatrick, Jim Kirkpatrick, e pela esposa do Jim, Wendy, e eles fizeram todo um trabalho de revisitação desse modelo, para adequá-lo, acrescentar elementos novos, para que pudéssemos utilizar esse modelo com as mudanças e os desafios que temos hoje nas organizações.

E quais as principais mudanças que podemos perceber hoje?

Tem algumas mudanças importantes. O modelo é um modelo de mensuração de resultados de treinamento que é composto de quatro níveis. O nível um, que é o nível da reação, o nível dois, de aprendizado, o nível três, de comportamento, e o quatro de resultado. Quando as pessoas liam sobre o modelo na década de 50 as pessoas sempre entendiam que era para utilizar assim: um, dois, três e quatro.

Uma mudança importante que acontece com o modelo do novo mundo, que o Jim e a Wendy estruturaram, é que nós utilizamos o modelo do fim para o começo. A primeira coisa que precisamos entender é qual o resultado que precisamos atingir no negócio, depois no nível três, quais os comportamentos que nós precisamos mudar, que vamos chamar de comportamentos críticos, que viabiliza que atinjamos aquela questão do negócio, e só então que começo a pensar no aspecto específico de treinamento e desenvolvimento, o que eu preciso trabalhar na minha iniciativa de treinamento e desenvolvimento para mudar aquele comportamento e como eu meço o quão satisfatório aquele treinamento foi.

Talvez a principal mudança é na utilização pragmática do modelo, uma mudança bastante importante. A outra mudança é que dentro de cada um dos níveis, temos elementos que precisamos mensurar. E no processo de revisitação, que o Jim e a Wendy fizeram, eles acrescentaram alguns elementos dentro de cada um dos níveis, que tornaram a utilização do modelo mais pragmática e mais conectada com a realidade das pessoas.

Entendi. Muito obrigado!

 

 

 

Leia outros posts

  • Ana Cláudia Mendonca

    Muito boa essa série de entrevista com a Regina, Cassimiro! Parabéns!

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!