Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série Sofia Esteves |1 de 6| – Aspirações de carreira

Olá! Estou aqui com Sofia Esteves para falar sobre aspirações de carreira. Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso3.

Sofia, o que as pessoas buscam em suas carreiras?

Olha, Wagner, hoje as pessoas estão buscando prioritariamente um propósito de vida grande. Alguma coisa que tenha aderência com seus valores, com sua cultura, aquilo que ele entende o que é melhor para ele. Isso hoje faz com que o mundo do trabalho seja muito diferente do que há 20, 30 anos atrás, onde as pessoas trabalhavam prioritariamente por obrigação e pelo sustento. Hoje as pessoas querem o sustento, mas também querem sentir que elas estão se realizando e deixando um legado para o mundo.

Mas o salário continua importante?

O salário hoje, claro que é uma coisa importante, mas ele não é o prioritário. Hoje as pessoas estão muito mais envolvidas em estar em empresas que te ofereçam um bom ambiente de trabalho, que ofereçam um espaço em que você sente que o projeto da empresa, o propósito da empresa é aderente ao teu propósito de vida. Aonde você sinta que você vai poder se desenvolver, crescer profissionalmente e estar sempre aprendendo. Hoje o salário vem em uma composição de coisas. Só ele pode até fazer você entrar, mas não vai te segurar na empresa. Porque as pessoas querem ser muito mais inteiras no que fazem.

Entendi. E se o salário não fosse necessário, o que as pessoas buscariam?

Esse dado foi o que nos deixou mais surpresos na pesquisa que fazemos anualmente na Carreira dos Sonhos. 73% dos universitários nos falaram que fariam outra coisa se não precisassem de dinheiro, 83% da média gerencia fariam outra coisa e 77% da alta liderança, presidentes e diretores de empresa. Ou seja, estamos falando que se dinheiro não fosse uma prioridade, mais de 70% das pessoas que hoje atuam no mercado de trabalho fariam outra coisa das suas vidas.

E por curiosidade, o que seriam essas outras coisas?

Esta também foi uma resposta que nos impressionou bastante. As pessoas colocaram “eu faria algo que eu goste, eu faria algo que me realiza”. Ou seja, se eu faria algo que eu goste significa que o que eu estou fazendo hoje eu não gosto. Eu não estou inteiro na minha carreira. E isso é muito ruim para o mercado.

Ok. Muito obrigado!

 

Leia outros posts

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!