Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

As cinco principais tendências na educação corporativa

Olá, estou aqui com a Profa. Marisa Eboli para falar sobre tendências na educação corporativa. Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso3.

Profa. Marisa, na sua pesquisa sobre educação corporativa, quais foram as principais tendências identificadas?

Nesta pesquisa, na versão 2015, as principais tendências identificadas foram cinco: primeiro um alto engajamento da liderança, depois a avaliação de resultados, a aprendizagem sistêmica, o ensino a distância e trilhas de aprendizagem.

Então, quando pensamos que é fundamental este engajamento das lideranças, seja para assinalar o que vai ser necessário em termos de aprendizagem no futuro, este olhar também sistêmico, então, engajamento da liderança tem a ver com este olhar sistêmico da aprendizagem, que é olhar para fora, que é olhar o futuro, que é olhar os stakeholders. Também isso tem uma ligação com avaliação de resultados, quer dizer, você ao olhar estrategicamente a educação corporativa, você também vai ter este olhar do quanto ela vai impactar os negócios.

A educação a distância, ou o ensino a distância, é tanto uma tendência, como é um desafio. Porque ele ainda não tem a dimensão nas organizações brasileiras que ele poderia e deveria ter, principalmente em um Brasil que tem dimensões continentais. E quando pensamos também no envolvimento da liderança, na importância que este envolvimento da liderança tem para se ter uma aprendizagem sistêmica, isso também tem relação com as trilhas de aprendizagem. Quanto maior este envolvimento, maior é a possiblidade de você ter este desenho das trilhas de aprendizagem de uma maneira adequada.

E o que as organizações devem fazer para colher os frutos destas tendências?

Eu acho que a resposta está exatamente nisso, porque o envolvimento da liderança é tanto uma tendência, quanto um pré-requisito de um bom sistema de educação corporativa. Então, o que as empresas realmente precisam fazer é desde a alta cúpula ter de fato o engajamento das lideranças. Quanto mais este processo for forte dentro da organização, maior será o proveito da organização com relação ao seu sistema de educação corporativa.

Se pudesse então fazer uma síntese, o envolvimento da liderança faria com que as outras tendências tivessem uma absorção mais tranquila dentro da organização?

Com certeza, isso tiraria do papel estas tendências e daria vida realmente a estas práticas. Porque é este o grande desafio que falamos da educação corporativa, muita coisa às vezes não sai do papel. Precisa ganhar vida na organização, precisa se tornar de fato prática. E é este engajamento da liderança que vai fazer de fato isso acontecer.

Muito obrigado!

Eu é que agradeço!

A Pesquisa Nacional de Práticas e Resultados da Educação Corporativa, edição 2015, foi realizada pela FIA, patrocinada por Hospital Albert Einstein, Unibrad (Universidade Corporativa Bradesco), Cacau Show, Caixa, GE e Itaú e contou com o apoio do Banco do Brasil.

EntrevistaMarisa01 (1)

Leia outros posts

  • André Fragoso

    São excelentes os pontos levantados pela professora Marisa e professor Cassimiro. No meu dia-dia encontro os mesmos desafios quando preciso pensar e planejar capacitação, as dificuldades são imensas e com certeza a participação da alta gestão é ponto muito importante para que as ações de Educação Corporativa tenham sucesso, para mim vem sendo um desafio.

    • Wagner Cassimiro

      Olá André Fragoso, como vai? Obrigado pela participação! Sua questão foi selecionada para o webinar do dia 29/04. Espero te ver online! abs

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!