Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série Rio 2016 | 7 de 8 | A gestão do conhecimento nos Jogos Olímpicos

Olá estou aqui com a Claudia Vasquez, Gerente de Treinamento e Desenvolvimento do Comitê Rio 2016, para falar sobre gestão do conhecimento. Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso3.

Claudia, antes de tudo, no passado você foi atleta de alto-rendimento. Como é agora voltar como organizadora dos jogos?

Olha, é uma sensação muito legal, né? Eu acho que é resgatar um passado, uma série de coisas que ficaram lá atrás.

O Comitê de uma forma geral é formado por muitos ex-atletas, ou por pessoas que têm paixão pelo esporte, que estão conosco exatamente porque têm uma ligação com o esporte e acreditam que o esporte pode fazer essa transformação. De trazer um mundo melhor, um mundo mais bacana, uma transformação social bem grande.

E sobre gestão do conhecimento, essa qualidade da organização dos Jogos é como se fosse uma tocha olímpica. Ela vai passando de Comitê Organizador para outro Comitê Organizador. Me conta um pouco como funciona essa gestão do conhecimento?

O COI [Comitê Olímpico Internacional] e o IPC [Comitê Paralímpico Internacional], já têm uma forma de tratar isto. Eles têm uma extranet, onde todos os documentos são sempre armazenados, guardados e é dado acesso à nova cidade-sede a todos os documentos de cidades anteriores.

Há também uma área em cada comitê, que é a de gestão do conhecimento, que acompanha todas as ações do Comitê desde o seu início, documentando tudo de uma forma organizada, para também passar o bastão para a próxima cidade-sede.

Temos também os programas em que enviamos e recebemos pessoas para as cidades sede que estão sediando Jogos  antes e depois de nos. Como nós fomos a Londres, o Japão já vem para cá também. E isto é sempre assim, uma cidade-sede sempre oferece conhecimento e informação para a próxima. Isto já é um padrão.

Claudia, como é que cada pessoa depois empacota o seu trabalho para passar para o próximo?

Temos o que chamamos de “Campeões de gestão do conhecimento” nas áreas. Eles vão organizando dentro de cada área as informações para passar para a área de gestão do conhecimento. No caso de treinamento temos muita informação para deixar para a próxima cidade-sede, assim como também herdamos e recebemos das outras cidades. No nosso caso, temos uma série de materiais de treinamento, como: vídeos, cursos online, cursos presenciais, materiais impressos e books, além de documentos de administração, como a Politica de Treinamento, a Estratégia de Treinamento, etc. sendo que tudo isto passaremos para a próxima cidade-sede.  Os códigos fontes dos cursos online e todas as suas versões offline. Tudo isto empacotaremos e deixaremos como uma memorabília.

Muito legal, Obrigado!

Rio 7-01

 

Leia outros posts

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!