Wagner Cassimiro
View Wagner Cassimiro's profile on LinkedIn

Série Vale I 4/6 I Programa de Agentes Educacionais

Olá estou aqui com a Carla, gerente de educação corporativa da Vale, para falar do programa de agentes educacionais. Eu sou Wagner Cassimiro e este é o Espresso3.

Carla, o que é o Programa de Agentes Educacionais?

O Agentes Educacionais é uma forma que encontramos de organizar toda a rede de pessoas dentro da Vale que constroem, sistematizam e multiplicam conhecimento. Ele é um programa que prevê etapas desde o mapeamento do agente educacional à formação e o reconhecimento deste agente.

São basicamente três perfis que compõem o Programa de Agentes Educacionais. O profissional, o empregado, pode atuar como educador, que é aquele constrói um conteúdo, ele constrói um material didático, ele sistematiza um conhecimento tácito e organiza então para que outros possam multiplicar, ou ele próprio. O educador é o perfil mais completo que temos, ele pode entrar em sala de aula e ele é responsável também pelo desenvolvimento do conteúdo. Ele na maioria das vezes é um grande especialista. Uma pessoa que de fato pela experiência, pela vivência foi adquirindo um conhecimento que é fundamental para nosso negócio.

Temos o facilitador que é o segundo perfil. O facilitador já é aquele que faz a disseminação do conhecimento em um viés prático, no on-the-job. E temos o terceiro perfil que é o multiplicador, que é quem entra em sala de aula e replica um conteúdo. Basicamente ele não precisa ter a responsabilidade pela construção, mas ele tem que estar capacitado para poder multiplicar um conteúdo e, é claro, tem que ter experiência naquela área, naquele processo, naquela temática que ele está multiplicando.

Qual que é o papel da área de educação para que este processo ocorra?

Nós precisamos manter toda essa rede, que hoje é composta de 1.800 empregados que são agentes educacionais, coesa, motivada e com vontade de se autodesenvolver, com desejo de buscar um conhecimento e uma atualização em relação a este papel. Ou seja, extrapolando o conhecimento técnico dele e entrando em temas ligados a educação. Temos então um trabalho de organizar tudo isto e treinar, capacitar nossas redes de RH para que conheçam o programa e levem estas informações para os gestores das áreas de negócio.

Então temos desde um mapeamento, um envolvimento do gestor e muitas vezes precisamos disseminar conhecimento em uma determinada área, que não encontramos facilmente no mercado ou que não conseguimos comprar facilmente, sendo assim uma necessidade da área. É muito fácil conscientizar um gestor que precisa e não sabe de onde encontrar.

Muitas vezes eles indicam os profissionais e os nossos BPs (Business Partners) de RH têm que estar munidos de todas as informações para que a gente engaje, via o gestor, esses empregados, que se formem. Também atuamos na capacitação, desenhando e levando a estes profissionais e fazendo toda a sistematização, os guidelines para reconhecimento deles onde quer que estejam.

Dentro de cada localidade, de cada país que a Vale atua, temos essa série de orientações para os RHs locais, para que eles possam pegá-las e conseguir efetuar o reconhecimento que se dá em todas as etapas do processo.

Desde que um agente educacional é indicado pelo seu gestor, já temos uma comunicação positiva com ele, motivacional, para que saiba que está entrando em uma rede que vai ter uma contribuição extra para a empresa. Então já tem aí uma visão de que ele é especial, que está em um grupo privilegiado. Quando ele se forma numa destas três capacitações, em um destes três perfis que eu falei, ou educador, ou facilitador ou multiplicador, também recebe comunicações e alguns símbolos que colocamos nesse contato com ele, para que isto seja reforçado. E ao longo do trabalho dele, quanto mais horas ele se dedica, quanto melhor são as avaliações das pessoas que passam pelos treinamentos, pelas capacitações, ele também vai recebendo reconhecimento. Tem que ser um processo contínuo para que a gente possa tê-lo sempre disposto, em prontidão e o que é principal, querendo ser um agente educacional. Isto é o fator crítico de sucesso. Ele tem que se ver importante, Ele tem que entender o papel dele dentro deste processo, aí sim ele vai ser um destaque como agente educacional.

Muito obrigado!

De nada.

Vale 04-01

Leia outros posts

Receba nossos Cafezinhos em seu email e também por Whatsapp!

Increva-se!

Nome

E-mail

Telefone

Como conheceu o Espresso3?

 

Inscreva-se!